Ads 468x60px

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Polícia prende suspeito de participar da morte de pastor durante assalto no Maranhão

Caminhonete em que família viajava para São Luís —
Foto: Divulgação/PRF-MA



A polícia prendeu na quarta-feira (8) um homem suspeito de ter participado da morte do pastor José Antônio Saraiva durante um assalto ocorrido na noite de terça-feira (7) em um trecho do Campo de Peris, no município de Bacabeira, a 47 km de São Luís. A polícia não divulgou o nome do suspeito.

Segundo informação da polícia, quatro homens abordaram o pastor que dirigia a sua caminhonete quando ele desceu para ver um problema no veículo, foi surpreendido pelos bandidos e atingido por disparos de armas de fogo. José Antônio chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu. No momento do assalto ele estava com a esposa, a filha e a neta.

De acordo com o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Antônio Noberto, a polícia ainda está apurando se o pastor reagiu ou não ao assalto. “A gente ainda não tem a informação se ele reagiu ou não. O certo é que atiraram no peito do rapaz. Ele foi socorrido, trazido para a UPA e aqui ele acabou morrendo na UPA do Maracanã”, disse.

Bailarina morta na BR-135

Em 2016 a bailarina maranhense Ana Lúcia Duarte Silva, de 51 anos, também foi vítima de assaltantes. Ela morreu durante a ação dos bandidos que atiraram no carro dela, no Km 15 da BR-135. A polícia diz que os bandidos agem de forma parecida: colocam obstáculos na estrada e sempre estão em grupo.

Ana Duarte era bailarina e foi assassinada por assaltantes na
BR-135 em 2016 — Foto: Reprodução/ Facebook


Ana Lúcia era reconhecida pelo seu trabalho na dança e movimentos culturais. Além de professora de história e bailarina, ela compunha o corpo de baile do Tambor do Mestre Amaral, um dos grupos do Tambor de Crioula.

DO G1MA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!