Índio é morto com golpes de faca durante festa no Maranhão - Blog Informativo Online

PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Home Top Ad

Anuncie conosco

Post Top Ad

Anuncie conosco

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Índio é morto com golpes de faca durante festa no Maranhão


Um índio identificado como Durivan Soares Guajajaras, de 28 anos, foi morto com golpes de faca na madrugada desta sexta-feira (13), durante uma festa realizada no município de Amarante do Maranhão, a 687 km de São Luís.

Segundo a polícia, o crime aconteceu na localidade Vila Industrial, e teria sido motivado pela suspeita do envolvimento da vítima com o tráfico de drogas. Além de Durivan Soares, um homem reconhecido como Roberto do Nascimento Silva, 31, também foi assassinado com golpes de faca na mesma festa.

Ainda segundo a PM, o indígena era usuário e tinha envolvimento com o tráfico de drogas na região, fato que pode ter motivado o crime. A morte de Durivan Soares e Roberto do Nascimento aconteceu durante uma festa na localidade Vila Industrial.

Ao G1, o tenente-coronel Jorge Araújo Júnior, comandante do 34º Batalhão de Polícia Militar de Amarante, informou que as investigações do caso já estão em andamento, e que, até o momento, os autores do crime ainda não foram identificados e localizados.

O militar também informou que o Instituto Médico Legal (IML) já está tomando as providências cabíveis em relação aos corpos das vítimas.

Casos mais recentes

Em 2019, três mortes aconteceram em um período de menos de um mês após mais de um ano sem assassinatos.

Paulo Paulino “Lobo Mau” Guajajara 
morreu no local — Foto: Sarah Shenker/Survival 
International

O primeiro caso foi registrado em uma emboscada na Terra Indígena Arariboia, na região de Bom Jesus das Selvas, no dia 1º de novembro, na qual morreram o índio Paulo Paulino Guajajara e o madeireiro Márcio Greyuke Moreira Pereira. Neste fato, o indígena Laércio Guajajara, primo de Paulino, ficou ferido.


O segundo foi no último sábado (7), entre as aldeias Boa Vista e El Betel, na Terra Indígena Cana Brava, no município de Jenipapo dos Vieiras, em um trecho da BR-226. Um dos índios sobreviventes, Nelsi Guajajara, contou que um carro branco se aproximou, e os ocupantes dispararam contra um grupo de indígenas que estava na rodovia federal.

Os caciques Firmino Silvino Guajajara e Raimundo Bernice Guajajara morreram, e outros dois índios foram atingidos e levados para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Jenipapo dos Vieiras.

Do G1MA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!

Post Bottom Ad

Anuncie conosco

Pages