segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Vereadores prejudicam agricultores familiares de Vargem Grande

Vereadores da oposição que prejudicaram agricultores.

A sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Vargem Grande desta sexta-feira (08) foi marcada por uma triste derrota dos agricultores familiares do município, visto que, os vereadores da oposição, no afã de atacar o prefeito Carlinhos Barros, prejudicaram os produtores rurais rejeitando o projeto de lei que comporia o marco legal do Serviço de Inspeção Municipal, o S.I.M.

Os vereadores Braga, Chico, Jociedson, Conceição, Diego, Célio e Trabulsinho foram contra o importante projeto e prejudicaram a economia local, uma vez que o selo de inspeção municipal viabilizaria a fabricação artesanal de produtos de cultivo local, permitindo que seus produtores os vendessem, legalmente, em feiras, supermercados e para o poder público, que os utilizaria no preparo da alimentação escolar.

Citando rapidamente dois exemplos, comunidades como Rampa e Piqui da Rampa, que possuem selo de qualidade quilombola, dado pelo Governo do Estado, foram bastante prejudicadas e não podem operacionalizar devido não ter o serviço de inspeção municipal. Os moradores dessem povoados devem cobrar dos seus representantes na Câmara, os vereadores Célio Mendes e Chico do Zé Pedro, respectivamente, o porquê deles terem ficado contra as associações. 

O secretário municipal de Agricultura Toinho Juvenil, em desabado em suas redes sociais, classificou a atitude dos opositores como "falta de discernimento, falta de espírito público, perseguição, politicagem e visão medíocre daqueles que pensam que quanto pior melhor". E também enalteceu os vereadores Farid Trabulsi, Neide Viana, Germano Barros, Luzilvan Monteiro, Chaguinha do Bala e Roberto Juvenil por "terem defendidos com grandeza, coerência e espírito público o relevante projeto que permitiria que os agricultores familiares pudessem colocar seus produtos no mercado formal".

Agora fica nosso questionamento: será que os vereadores pelo menos leram o projeto de lei ou apenas ouviram o que o 'presidente de fato' da Câmara falou?

Colaboração: Blog do Alpanir Mesquita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!