domingo, 17 de novembro de 2019

Maranhense se torna campeão mundial de Free Fire pelo Corinthians

Corinthians é campeão mundial de Free Fire.

A segunda edição do Mundial de Free Fire, que contou com 12 participantes de vários países, ocorreu na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro nesse sábado (16), teve a taça entregue para o campeão Corinthians.

O time venceu duas últimas quedas do torneio e levou a taça numa virada espetacular. Fechando o torneio mundial com 2300 pontos contra 2190 da Sbornaya ChR, time da Russa, o Corinthians não faturou apenas a taça e o prêmio no valor de US$ 200 mil (em torno de R$ 820 mil) maior fatia do prêmio total de US$ 400 mil (R$ 1,67 milhão), mas o título Mundial e também o de ser o primeiro clube de “futebol” do Brasil sendo campeão mundial nos eSports.

O time que tem cerca de um mês de existência é formado por Bruno “Nobru” Góes (eleito melhor jogador da competição), Genildo “Japa” André, Samuel “Level Up 007” Lima, Douglas “Pires” e o maranhense e líder do time, Carlos “Fixa” César.

Nobru, o MVP da competição Mundial, demonstrou muita emoção a receber a taça e deixou claro a importância da vitória no E-Sports para o Brasil. “É um sentimento inexplicável, independentemente se fôssemos nós ou a LOUD, eu queria esse título para o Brasil”.

Foi uma batalha árdua para o time brasileiro que nas duas primeiras quedas não conquistaram a vitória, perdendo para Illuminate, da Tailândia, e a própria russa Sbornaya ChR, mas tiveram uma pontuação muito alta em ambas, assumindo a liderança em pontos. Mantiveram-se com pontuações altas por todas as quedas seguintes, não vencendo partidas até a sétima queda, mas com a pontuação no alto para o título mundial.

Maranhense 'Fixa'.

Maranhense lidera equipe paulista.

Nascido em São Luís – MA, morador do bairro João Paulo, o jogador Fixa de 18 anos, conheceu o jogo no inicio do ano passado, apresentado por um parente. Seu apelido tem relação com uma gíria ludovicense usada em forma de concordância. Fez parte da Stars (STS) como capitão e realizador das chamadas para as estratégias da equipe, chegando no Corinthians com um sucesso já formado no e-Sports. Por conquistar 20 abates durante a final da Pro League foi eleito melhor jogador (MVP) da terceira temporada, ficando entre os indicados à categoria “Melhor Atleta de Free Fire” no Prêmio eSports Brasil de 2019.

Do site Volts.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!