terça-feira, 1 de outubro de 2019

Bandidos que assassinaram PM em Imperatriz são presos no Pará

Crime aconteceu em Imperatriz.

Os assaltantes e homicidas Emerson Santos de Sousa, de 25 anos, e Pedro Vinícius da Silva, conhecido como “Olho de Gato”, foram presos no início da noite desta segunda-feira (30), no estado do Pará. Eles assassinaram o policial militar Wanderson Monteiro da Silva, de 27 anos, na cidade de Imperatriz.

O crime ocorreu na segunda-feira (23), por volta das 14h30, durante assalto a uma loja de celulares. Wanderson Monteiro estava de folga do trabalho e aproveitou para ganhar um extra como segurança privado.

Os criminosos estavam foragidos desde o dia do crime. A polícia chegou a oferecer R$ 5 mil de recompensa para quem informasse o paradeiro dos criminosos.

Eles foram localizados na cidade de Marabá, no estado do Pará.

De acordo com o Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP), Emerson de Sousa teve um pedido de prisão emitido em 20 de agosto, ou seja, pouco mais de um mês antes do assalto que resultou no assassinato do PM.

O crime

O policial militar Wanderson Monteiro dos Santos Silva, de 27 anos, que ingressou na PM em 2018, foi assassinado dentro de uma loja de celulares, na cidade de Imperatriz, na segunda-feira (23).

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 14h30, quando o PM Wanderson, que estava de folga, fazia um trabalho extra como segurança de uma loja, localizada na Rua Paraíba, no bairro Juçara.

Dois criminosos entraram no local e anunciaram um assalto. De imediato, o policial reagiu e foi alvejado com um tiro na cabeça. Segundo informações policiais, Wanderson Monteiro foi atingido no olho e morreu no local.

Os bandidos fugiram levando a arma do policial.

Wanderson Monteiro era lotado no 30º BPM, e prestava serviço na cidade de Buriticupu. Segundo conhecidos da vítima, ele se casou no dia 03 de agosto deste ano e a esposa está no 7º mês de gestação.

Ainda segundo informações de amigos, o policial era graduado em Administração e estava cursando Direito, na Facimp.

“Ele estava muito feliz. Realizou o sonho de ser policial e estava prestes a ser pai, outro grande sonho dele. Além disso, sonhava em ser delegado, por isso estava cursando Direito. Ele estudava muito, era filho único e havia comprado uma casa recentemente no Ouro Verde”, disse um amigo do PM em um grupo de WhatsApp.

Do blog do Gilberto Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!