quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Secretaria de Saúde inicia ação de prevenção a Hepatites Virais e Biossegurança, em Vargem Grande

Ação de prevenção a Hepatites Virais e Biossegurança.

Mais de 30 profissionais da área de estética (manicures, depiladores, barbeiros) e tatuadores participaram de uma capacitação em técnicas de esterilização e a vulnerabilidade a doenças como HIV, Aids e hepatites virais, nesta terça-feira  (24), em Vargem Grande.

O principal objetivo da capacitação foi informar aos profissionais sobre a grande vulnerabilidade do trabalho. “Muitas pessoas, tanto as que trabalham na área como as que utilizam os serviços, desconhecem os riscos de contaminação por instrumentos perfurocortantes que estão presentes na prática diária desses profissionais a falta de esterilização pode provocar hepatite e outras doenças, inclusive HIV", alertou a secretaria de Saúde, Nicoly Mesquita.

Ação de prevenção a Hepatites Virais e Biossegurança.

Dr. Igor Pedro Carvalho, que ministrou a capacitação alertou os profissionais que a hepatite é uma doença silenciosa que em muitos casos pode ser evitada, a hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas, são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Os procedimentos de biossegurança são fundamentais para trabalhos que apresentam riscos à saúde dos clientes. Para orientar os profissionais e garantir a segurança nas áreas, o curso abordou temas como medidas de biossegurança, procedimentos de higienização, processos de esterilização, controle de infecção, gerenciamento de resíduos e atendimento às legislações sanitárias vigentes. “É uma questão de saúde. Muitos não sabem dos riscos de doenças e intoxicações quando não há manipulação correta de alguns produtos que esses profissionais diariamente usam”, Dra. Nilce Barreto.

"Prevenir casos de doenças fúngicas dermatológicas provocadas por procedimentos de manicure e pedicure é o foco do curso. As hepatites virais B e C e outras doenças transmitidas pelo sangue, que podem ser transmitidas quando o material de trabalho não recebe a limpeza e esterilização devida e é compartilhado entre as pessoas", destacou Tamires machado, Thamires Muniz, coordenadoras de IST AIDS.

Foi ofertado aos profissionais que estiveram presentes, teste rápido, vacinação contra hepatite B, preventivo, certificado de participação, sorteio de estufas e brindes a todos os participantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!