terça-feira, 7 de maio de 2019

Preso casal suspeito de envolvimento na morte e esquartejamento de criança em Itapecuru Mirim

Policiais da Delegacia Regional de Itapecuru Mirim, a 117 km de São Luís, cumpriram mandados de prisão preventiva contra Jackson Matos Pereira, de 40 anos, e Marilene dos Santos Menezes, de 45 anos, suspeitos de envolvimento no crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver de uma criança que foi esquarteja e morta. Eles foram presos no bairro D.E.R.
O corpo da criança foi encontrado em um matagal no Povoado Vinagre, na zona rural, com a cabeça e membros separados do corpo, na última sexta feira (3).


A prisão preventiva foi representada pela delegada da Mulher, Tainara Mendes Cunha, que estava no plantão do final de semana, após identificar, através de imagens de câmera filmadora, um veículo Fiat Way, de cor vermelha, nas proximidades onde os restos mortais da criança foram deixados.

Criança encontrada morta.
A suspeita inicial era de prática de rituais satânicos, embora Jackson Pereira alegasse, no interrogatório, que não sabia que era um corpo de criança, e pensando ser carne podre, esquecida por algum cliente, jogou fora como se fosse lixo.

A filha do casal apresentou-se nesta terça-feira (7), logo após a prisão dos seus pais, dizendo que abortou espontaneamente e colocou a criança, já em pedaços, dentro de um saco de lixo.


Em seguida, ela disse ter colocado o saco dentro do carro do pai taxista e que o mesmo não sabia, pois havia escondido a gravidez. Esse fato será esclarecido e elucidado com o resultado da Perícia do IML, que deve revelar se o corpo é de um recém-nascido.

Pelas informações iniciais, o corpo seria de uma criança que aparentava ter um ano de idade.
Do Blog do Gilberto Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!