quinta-feira, 30 de maio de 2019

Comunidades Quilombolas de Vargem Grande são certificadas pela Fundação Cultural Palmares

Momento bastante comemorado.


A prefeitura de Vargem Grande, através da secretaria municipal de Desenvolvimento Social, por meio da coordenação de Politica Públicas para Igualdade Racial, comemoram, pois, mais cinco comunidades rurais quilombolas do município receberam certificados da Fundação Cultural Palmares (FCP). 

Participaram do ato o prefeito Carlinhos Barros, os vereadores Germano Barros e Chaguinha do Bala, a secretária adjunta da Semas Eranildes Coelho, o coordenador de políticas públicas pra Igualdade Social Joel Marques, o secretário de Obras José Barros Filho, a equipe técnica da Semas e os moradores beneficiados.

O documento, que garante o reconhecimento formal dos seus territórios como remanescentes de quilombos, é ainda um instrumento que permite a inclusão das famílias nas políticas públicas específicas para estes povos. 
Prefeito Carlinhos Barros.
Na administração do prefeito Carlinhos Barros já foram certificadas aproximadamente 10 comunidades quilombolas, além de várias conclusões de processos de certificação parados há dez anos na FCP, em Brasília-DF.

Desde o início da gestão foram certificadas as comunidades: Canto da Capoeira, Morro Redondo, Escondido e Penteado, além desses já estão concluídos na FCP os processos das localidades Deserto e Mato Grosso e mais seis estão sendo trabalhadas. A expectativa é que estas comunidades sejam certificadas como quilombolas ainda em 2019. 

As comunidades quilombolas são grupos étnicos que se auto definem a partir das relações com a terra, com grau de parentesco, território, ancestralidade, tradições e práticas culturais próprias. Estima-se que em Vargem Grande existam cerca de 30.
Comunidades certificadas.
Para João do Nascimento, lavrador e presidente da Associação dos Agricultores Remanescentes de Quilombo do povoado Escondido, esse é um momento de muita felicidade, pois essa seria a conquista mais importante daquela comunidade e que há muito tempo eles esperavam por essa Certidão e agora, graças a Deus e ao empenho da atual gestão, tornaram realidade um sonho antigo dos comunitários. 

O processo de certificação é de responsabilidade da Fundação Cultural Palmares (FCP) e se torna realidade com a soma de esforços. “O certificado, além de ser um reconhecimento, serve para garantir direitos historicamente negados e para valorizar suas atividades produtivas, além de possibilitar o acesso a várias políticas públicas que podem mudar a realidade destes povos”, explica a secretária Maria Olene Barros.  

Também falou da importância das certidões, a secretária adjunta da Semas Eranildes Coelho "lembrando que ao serem reconhecidas como remanescentes de quilombo, as comunidades passam a ter mais consistência na aquisição e busca de direitos em vários programas sociais, pois isso reafirma compromisso do prefeito Carlinhos Barros com essas pessoas", finalizou.

Fotos: Alemão.

Do Blog do Alpanir Mesquita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O titular deste blog não se responsabiliza pelos comentários aqui feitos, por tanto, seja moderado e não ofenda ninguém!